Povo ao manifesto, 2016-2018

Com a colaboração de André Brizio.

Povo ao manifesto é um trabalho que tem a rua como lugar.

Composto por manifestos  de carácter sarcástico, que desmascaram em momentos diferentes a cidade que os acolhe e  falam directamente para o seu povo, com o objectivo de apelar ao conhecimento e aos valores humanos.

Manifesto I

Tens de te fazer ver.
Saber o que não queres, saber escolher.

Ignora quem não te traz felicidade,

quem apoia a ignorância e a passividade.

Faz de ti para ti! Agora e Amanhã.

ADEUS

Manifesto II

Deves mudar a tua vida,

substituir tudo o que é insubstituível.

Deixa de ser aquele indivíduo de peito inchado e nariz empinado,

que acena superficialmente pacífico.

De uma vez, de cada vez!

ADEUS

Manifesto III

Ide pó caralho!

Senhorios insensíveis,

imobiliárias ganaciosas,

estrangeiros aproveitadores e

presidentes sem pátria.

O Porto amolece mas não carece.

Daqui a nada, 

quando o tripeiro se tornar numa ave rara,

nada vai fazer voltar o teu amado turista.